Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianPortugueseSpanish

Saber nunca é demais
e não ocupa espaço

A instituição da província de Matera, na região da Basilicata, no sul italiano

Que a Itália é fascinante, tanto no âmbito histórico quanto no âmbito cultural, todos sabemos.

Que é um enorme museu a céu aberto, também sabemos.

Eu não acredito que no espaço de tempo médio de uma vida humana, seria possível conhecer toda a península e suas ilhas, como a Sicília e a Sardenha (Sardegna em italiano).

Roma influenciou fortemente o mundo ocidental moderno em diversos aspectos, como o direito, arquitetura e artes, entre outros.

Mas, além dos aspectos em sentido amplo, que são conhecidos em todo o mundo, temos os aspectos particulares de cada região, província ou cidade, estes muito menos difundidos.

Assim, achei interessante escrever artigos sobre a Itália, suas cidades, regiões e províncias. Desse modo, os descendentes (gli oriundi), que são milhões, originários de todas as partes da nostra terra, poderão conhecer mais sobre seus lugares de proveniência.

Hoje, falarei sobre a região da Basilicata, situada no sul da Itália, bem como a uma de suas duas províncias; a de Matera – minha região e minha província de origem pelo lado paterno, diga-se de passagem: Para um bom entendimento, no Brasil a região da Basilicata corresponderia à região Sudeste, que é formada por quatro estados; e, esses estados corresponderiam às províncias italianas (no caso da região da Basilicata, são duas as províncias que a compõem: Potenza e Matera).

Desse modo, no Brasil, nasci no estado de São Paulo situado na região Sudeste; na Itália minha origem paterna provém da província de Matera, situada na região da Basilicata.

A região da Basilicata, comumente também chamada de Lucania - como os romanos a chamavam, e, que teve tal denominação oficialmente de 1932 a 1947, ainda que esta última se refira a uma região histórica com os limites territoriais levemente diferentes, é uma região (regione), da Itália meridional – do sul, que tem quase 600 mil habitantes e cuja capital é a cidade de Potenza, localizada na província homônima. Seria como se a região sudeste do Brasil, com seus quatro estados e capitais correspondentes, tivesse também, uma capital que, por exemplo, seria a cidade de São Paulo, também capital do estado homônimo.

Como já dito, ela é formada pelas províncias de Matera e Potenza, cujas capitais, são respectivamente homônimas.

Posso mencionar como outras cidades principais, além das de Matera e Potenza, Melfi, Policoro e Pisticci.

A Basilicata faz fronteira ao norte e ao leste, com a região da Puglia, ao sul com a região da Calabria, ao leste com a região da Campania e ao sul-oeste com o mar Tirreno, bem na sola da “bota”.

No período no qual se iniciou a grande emigração ao exterior, por volta de 1870, e, também anteriormente, toda a Lucania, era constituída pela província de Potenza, sendo que somente em 1927, foi instituída a nova província de Matera. Desse modo, cidades que até então ficavam na província de Potenza, passaram a ser componentes da nova província, como é o caso da cidade de origem da minha família paterna, Irsina.

Como curiosidade, Irsina, foi chamada de Montepeloso, até o ano de 1895.

Por isso, documentos antigos, anteriores a 1895, citam “Montepeloso – Potenza”, e a partir daí, “Irsina – Potenza”.

Obviamente, aqueles italianos (italiani) que emigraram antes de 1927, e não mais retornaram à pátria-mãe, nunca souberam que sua cidade, passou a ser parte componente da província de Matera, e não mais daquela de Potenza, como foi o caso dos meus italianos paternos e de milhares de outros.

Ainda não há comentários.

Faça um comentário