Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianPortugueseSpanish

Saber nunca é demais
e não ocupa espaço

Um italiano foi o verdadeiro inventor do telefone

Que é quase que impossível imaginarmos a vida sem o telefone, isso não é novidade. E não falo somente do aparelho físico (seja fixo, móvel e etc), mas também dos benefícios e facilidades que essa tecnologia nos proporciona.

Se alguém te perguntasse hoje, quem inventou o telefone, provavelmente você repetiria o que aprendeu e ouviu durante toda a vida; seja na escola, em família ou entre amigos: Graham Bell.

Trata-se de Alexander Graham Bell, nascido na Escócia em 03 de março de 1847, que foi também o fundador da Bell Telephone Company em 1877, logo após conseguir patentear o “seu” telefone nos Estados Unidos.

A novidade é que não foi Graham Bell o inventor do telefone, mas sim um italiano chamado Antonio Santi Giuseppe Meucci, ou simplesmente Antonio Meucci, nascido em Florença em 13 de abril de 1808.

Em outubro de 1835 Meucci e sua mulher Ester Mochi, deixaram a Itália definitivamente, emigrando às Américas, parando primeiramente em Cuba, onde ele aceitou um emprego no Gran Teatro de Tacon em Havana. Em 1850 eles emigram para os Estados Unidos, fixando-se em Clifton em Staten Island, em Nova Iorque por toda a vida.

No ano de 1851, hospedou Giuseppe Garibaldi durante seu exílio nos Estados Unidos.

Em 1856, ele inventou um dispositivo eletromagnético de comunicação por voz, que denominou “Telettrofono” (em português Teletrófone), para conectar seu escritório ao seu quarto, que era localizado no segundo andar da casa, uma vez que sua mulher sofria de reumatismo.

Em 1871, devido a dificuldades financeiras, Meucci conseguiu pagar apenas a patente provisória da sua invenção.

Terminou por vender o protótipo do telefone a Alexander Graham Bell que, em 1876, patenteou definitivamente a invenção como se sua fosse.

Antonio Meucci o processou, mas infelizmente faleceu durante o julgamento e o caso foi encerrado. Assim sendo, Graham Bell, foi considerado erroneamente durante décadas como o inventor do telefone.

Somente em 11 de junho de 2002, o congresso dos Estados Unidos aprovou a resolução nº 269, que reconheceu seu trabalho, e, restituiu a Antonio Meucci o crédito de inventor do telefone e não a Alexander Graham Bell: "A vida e as realizações de Antonio Meucci devem ser reconhecidas, e seu trabalho na invenção do telefone deve ser reconhecido". O documento destacou ainda que "se Meucci tivesse sido capaz de pagar a taxa de US$ 10 para manter a patente após 1874, nenhuma patente poderia ter sido dada a Bell".

Meucci, incansável, conseguiu patentear mais 18 invenções, entre Estados Unidos, Itália e Inglaterra.

Não tenho a menor dúvida que a cidade de Florença foi um “celeiro” de gênios visionários, que, revolucionaram e marcaram definitivamente a história da humanidade.

Como italianos, devemos nos sentir orgulhosos e lisonjeados.

Por Domenico Spano

 

 

Comentários encerrados